Escuto no silêncio que há em mim e basta. Outro tempo começou pra mim agora...

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Foi amando que construí amores eternos,

foi amando que modifiquei meus conceitos e preconceitos, 

foi amando que colhi histórias pra contar em versos as poesias do meu coração.
Denise Portes

Sinto o vento trazendo bons fluídos, boas novas.
Por hora, passou o tempo das tempestades internas, das procuras incessantes, da busca constante para ser aceita. Estou mais perto de mim e sinto que dessa vez com mais calma
O olhar pra dentro faz milagres permanentes, ando respirando preces diárias."


Denise Portes

sexta-feira, 26 de agosto de 2011


Eu quero que todos os dias você me convença que contos de fadas não existem, só pra eu ter a certeza que você é de verdade...


Quero que esse sentimento meio novo, meio tonto e meio infantil dure por muito tempo, mesmo que repetido, sóbrio e adulto. Porque os dias e os meses sempre passam, mas eu quero continuar acreditando que dividir o sofá, o último pedaço do bolo e o travesseiro sejam a eternidade num piscar de olhos.
"Nada dura para sempre, nem as dores, nem as alegrias. 
Tudo na vida é aprendizado. 
Tudo na vida se supera." 

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

São as palavras de meu pai que me fizeram seguir...Fui adiante e cá estou eu... Agora não mais com um animalzinho, mas sim com três.  Esquecer a Jade? Jamais! Algum deles substitui-la? Nunca!!! Mas a vida continua, e no meu pobre coração tem muito amor pra esses três companheirinhos que chegaram.




Vale a pena, Filha, ter um animalzinho? Ele vai nos fazer sofrer tanto um dia! Mas vale sim a pena, porque é o animalzinho que nos ensina sobre dedicação plena, amor incondicional. É o animalzinho que desperta a parte melhor de nós, que nós mesmos nem conhecíamos.
" Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. 
Que por você vale a pena. 
Que por nós vale a pena."

quinta-feira, 18 de agosto de 2011


“Sofro por causa do meu espírito de colecionador - arqueólogo.
 Quero pôr o bonito numa caixa com chave para abrir de vez em quando e olhar…” 
 Adélia Prado

"As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela. Temos que nos bastar... 
Nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém. As pessoas não se precisam, elas se completam... 
Não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida." 
Mário Quintana  
 
Não tem esse ou aquele. Toda e qualquer pessoa que passou pelo meu caminho mostrou sua nojeira particular. Não importa se mostrou-se para seu melhor amigo, se bem que algumas vezes poderia ao seu pior inimigo. Até de um desconhecido, um olhar enviezado pode descrever essa situação patética e humana. Ando observando isso ultimamente e tentando entender os porquês. Tento entende-los e até desculpá-los pelas atitudes infantis. Será que é o estress que corroi minhas pernas cheia do roxos? Será uma raiva caseira ou uma raiva ancestral? Ser uma pessoa ruim atualmente parece estatus. Aconselho vc, leitor a não depender de absolutamente nada nem de ninguém. Ame seus pais, aliás, sua mãe. Ela sim pode dar suporte ao insuportável. Fora isso, tente colocar o resto urina abaixo, senão vai ter muita coisa com que se preocupar no futuro. Não se preocupe, não é nada demais, apenas alguns caroços cancerosos que vão te corroer como água no ferro.
Ao invés de viver bem, o ser humano faz questão do contrário. Talvez a infelicidade seja mais forte, mais intensa que a própria felicidade. Será?
 
Num programa de rádio, enquanto ia pro trabalho, ouvi num breve espaço de tempo, a voz do moderníssimo senhor Drummont, enquanto comentava que falava em seus contos e crônicas, coisas que não eram boas sobre nossa terra e o comportamento dos que nela habitam. Disse que falava com humor para que parecesse mais leve.
Hoje acordei quase muda de depressão. Depressão amiga, que nunca me deixa e sempre me cutuca, pra que eu nunca a esqueça. A que me deixa sem ação, ela, a depressão me constrange como acompanhar um aleijado. Não é por falta de amor que falo isso, é pela sobra de desamor. Esse sim, gêmeo da depressão andam juntos. Mas porque ninguém se dá conta dele? Acredito eu que pela cor camaleônica, pela sua invisibilidade, pela transparência da sua existência. Eles sempre andam juntos, mas so nos damos conta dela, a mais evidente.
Andei duvidando da depressão. Mentia e me enganava, falando da tal felicidade, nossa inimiga mortal. Essa que é mais transparente que o desamor, digo, quase invisível. Tão inimaginável que é quase inexistente, como se falássemos sobre uma hipótese.
Alguém ja viu a felicidade de perto? Certa vez achei que era um pássaro raro, que uma vez ao ano faz visita a tribo global e por tanta raridade, não procriava.
Sim senhor. Temos quer ter na boca aquele amargor do caroço de tamarindo, multiplicado por mil. Somos tão amargos e, há tanto tempo que nem sentimos o azedume. Estamos podres e em pé.
Mas olha, hoje foi melhor que ontem, mas que diazinho desgraçado o de hoje...

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. 
Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.
Clarice Lispector
Desistir? 
 Eu já pensei seriamente nisso, mas nunca me levei realmente a sério.  
 É que tem mais chão nos meus olhos do que cansaço nas minhas pernas 
 mais esperança nos meus passos do que tristeza nos meus ombros 
 mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça.” 
 Cora Coralina
E, mesmo assim, estarei sempre pronta pra esquecer aqueles que me levaram a um abismo.

E mais uma vez amarei. E mais uma vez direi que nunca amei tanto em toda a minha vida. ''
Ficar bem nem sempre deixa outras opções...


É estranho quando as coisas simplesmente têm de terminar . É o estágio onde todos os sentimentos já evoluíram para um nada . É o nada que você optou para parar de sentir dor . No início você briga, chora, faz drama mexicano . Então percebe que é cansativo demais manter esse jeito de levar as coisas . Acostuma-se ... Não que pare de doer, mas que cai no seu entendimento que às vezes perdemos algo e não há solução . No fim você coloca um sorriso no rosto e finge que é sincero, até que a vida o faça realmente ser . Talvez os amores eternos sejam amenos e os intensos, passageiros . É isso .

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Metade de mim é fada,
a outra metade é bruxa.

Uma escreve com sol
a outra escreve com a lua.
Uma anda pelas ruas
cantarolando baixinho,
a outra caminha de noite
dando de comer à sua sombra.
Uma é séria, 
a outra sorri;
uma voa, 
a outra é pesada.
Uma sonha dormindo,
a outra sonha acordada.

 Roseana Murray

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

“Vivo imaginando que de repente vão aparecer fadas ou gênios na minha frente para perguntar o que eu desejo.


Caio Fernando Abreu
 
 
"Construir um ser humano, um nós, é um trabalho que não dá férias nem concede descanso: haverá paredes frágeis, cálculos malfeitos, rachaduras.
Quem sabe um pedaço que vai desabar?
Mas se abrirão também janelas para a paisagem e varandas para o sol."

terça-feira, 2 de agosto de 2011

o céu está em festa...


....Porque minha guerreira foi pra lá, ficar nos braços do Pai.



Depois de 8 convulsões (cinco das quais eu presenciei) e 1 parada cardíaca, meu amor se foi. Fica uma dor, uma falta, um vazio.
Eu sei que Deus tem o melhor pra nós e este foi o melhor para Jade.
Agradeço a Ele por ter me dado a chance de ter uma cachorrinha linda, alegre, abençoada, amorosa, forte e lutadora!
E sei que Deus me dará forças para suportar e seguir em frente pois assim foi Sua vontade.


Agora Jade está lá, brincando, sem dor, sem sofrimento!

Jade só foi alegrias e é o que ficará. Somente sua alegria na minha mémoria e tudo que aprendi com este exemplo que ela foi. Ela lutou até o último segundo e antes de ir morar com Papai do céu, veio se despedir... Passar a última noite conosco, que tanto já a amávamos. 
Minha guerreira que ontem comeu duas vezes o miojo e carne que fiz....
Minha guerreirazinha que até depois de uma convulsão abanava o rabinho e pedia pra brincar.
 Hoje de manhã, quando ela pediu para subir na minha cama e se deitou no meu braço, babando muito por causa da última convulsão eu já sabia que seria a última vez que a teria ali.  Não poderia ser egoísta e insistir que ela ficasse.
Uma hora todos nós vamos.  Deus, ajuda-me a superar isto logo! Enche-me de forças! E obrigada por todas as coisas! Jamais deixarei de acreditar em Ti.







Jade
25.04.11
02.08.11
ELE me presenteou com a forma mais pura do amor, aquele que não se pede nada em troca. A mais doce e amorosa das criaturas, perfeita dentro de sua pele. Uma guerreira; descobri hoje, ao vê-la passando pelas agruras da dor e ainda assim ter a pureza do olhar  de um anjo.
Ela (ainda) tem o cristal no olhar, o mais brilhante de todos. E seu pelo? Haaaa. O mais macio dos pelos.
Ela me pegou de surpresa. Chegou na minha vida e se instalou sem pedir licença embora nem precisasse pedir, e com todos os adjetivos supracitados, armou sua estrutura no local certo do meu coraçao. Teve a precisão de um engenheiro civil. Calculou toda estrutura, sabendo exatamente onde fincar seu alicerce. Levantou paredes transparentes, do mais belo e puro vidro e levantou alto seu castelo.
Eu? Bom, nunca estive ambiguamente tão preparada e ao mesmo tempo não. Ela chegou de surpresa, justamente na hora em que eu estava sem pele tendo passado por algumas dores que provocam caroços disformes e te faz fechar-se para o mundo.
Há não!! Encontrei a companheira certa para os próximos 15 anos, o meu prolongamento...Ta dando certo!! E o que é que eu faço? Dessa vez posso acreditar que nada mais a separa de mim? Tremi ao pensar nisso. Chorei antecipadamente mas com o tempo fui acreditando que sim, seríamos para sempre uma coisa só, porque é assim que são os cães e os donos.
Mas hoje foi explodindo de emoção que, ainda mais sem pele, olhei nos seus olhos negros, expus minha alma e lhe disse adeus pedindo desculpas por não ter forças suficientes para levá-la até o fim.
Foi com muita tristeza e coragem que hoje entreguei-a convulsionando à veterinária e sugeri a eutanásia. Não consigo vê-la mais sofrendo deste jeito. Também não acho justo com os meus (meu marido, meus filhos) que vejam este sofrimento que fica maior a cada dia e parece não ter fim.
Jade, minha pequena shit-zu estará para sempre em meu (nossos)coração (ões)!