Escuto no silêncio que há em mim e basta. Outro tempo começou pra mim agora...

segunda-feira, 21 de abril de 2014

"Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
amar e esquecer, amar e malamar,
amar, desamar, amar?
sempre, e até de olhos vidrados, amar?"


(Amar - Carlos Drummond de Andrade)


"Toda pessoa é sempre as marcas 
de outras tantas pessoas. 
E é tão bonito quando a gente entende 
que a gente é tanta gente
onde quer que a gente vá!"

(Gonzaguinha)
"Porque ninguém vai dormir nosso sonho."


[Nando Reis]


"(...)
Não costumo guardar mágoa, pois sou da tribo da conversa. Tá ruim? Então senta aqui e vamos resolver as coisas. Muitas vezes peco por falar demais. E quando não sei falar, escrevo. (...)

Por favor, não chegue metendo o pé na porta da minha vida. Não gosto. Acho uma falta de respeito sem tamanho. Muita gente pensa que me conhece. Ilusão, mera ilusão. Quanto mais o tempo passa mais eu percebo que pouquíssimas pessoas me conhecem de verdade. (...)